Como vencer
o maior vício
do mundo
Os usuários de drogas perdem o controle sobre
suas vidas e causam sofrimento individual e alheio.

Você pode mudar esta situação.

Clique aqui e conheça nosso livro.


As drogas provocam consequências imprevisíveis

12/12/2017  |  Por Helio Matos

Todas as drogas genericamente bem conhecidas da população são naturais ou sintéticas. Todos, de acordo com o passar do tempo no vício, controlados ou não, certamente vão desenvolver mudanças patológicas de comportamento, dependência psíquica, dependência física e consequentemente desajustes sociais, na saúde e etc.

Na dependência psíquica, mesmo que sutilmente imperceptível para os leigos, estes viciados diminuem gradativamente o gerenciamento da própria vida, e esta perda poderá ser leve, moderada ou severa. Na realidade, as pessoas que convivem com estes dependentes percebem alguma coisa de diferente nestes indivíduos, mas não sabem discernir do que se trata.

No campo físico e totalmente visível, estes dependentes, mesmo os ditos controlados, não conseguem ficar sem o uso das substâncias químicas que usam, disfarçam bastante, mas o tal “pouquinho”, com o passar do tempo, torna-se totalmente irresistível. Igualmente, no caso da saúde basicamente física, estes viciados moderados ou descontrolados começam a desenvolver problemas de saúde mais acentuados.

Logo abaixo estão disponibilizadas algumas drogas mais populares entre todos os dependentes de substâncias químicas. Alguns desses entorpecentes são parcialmente autorizados o consumo, e essa autorização contemplam os maiores de 18 anos de idade.

Drogado pelo álcool

Drogado pelo álcool

1-tabaco = cigarro, charuto, rapé.

2-maconha = cannabis sativa.

3-crack = derivado da pasta de cocaína.

4-álcool = toda bebida que o contem em sua composição.

5-cocaína = extraída do vegetal “coca”.

6=ópio = extraído do vegetal “papoula”.

Um fato verídico no artigo

Sob os efeitos da bebida alcoólica eu enganei, magoei, menti, trai o meu cônjuge, fazia promessas e não cumpria, perdi tudo o que eu tinha financeiramente, perdi bons empregos, perdi muitas oportunidades, manipulei negativamente muita gente, sempre agia de forma mesquinha, pratiquei furtos para sustentar meu vício, dizia que amava meus filhos, mas só vivia bêbado, por fim, deixei a bebida, mas ela tirou minha saúde, graças a Deus, pelo menos estou vivo.

A família e o mundo da droga globalizada

O uso das drogas em geral, não importando se pouco ou muito, é motivo de grande preocupação pelos governantes conscientes dessa triste realidade no seio da sociedade. A disseminação dos entorpecentes está em todas as classes sociais, com predominância para a classe mais pobre, que, lamentavelmente é representa por 90% de toda a população, principalmente brasileira.

Por não ter tido as informações principais sobre o perigo das drogas, as pessoas de maneira ignorante, procuram nos entorpecentes a fuga de suas tensões do cotidiano, suas frustrações perante a vida, suas insatisfações pessoais e etc. Por outro lado, ao buscar nas drogas as compensações pelos fracassos, jovens, adultos e até idosos, tentam descarregar o suposto “peso” da vida nessas porcarias químicas, tornando a vida ainda mais amarga.

Como resultado dessas tentativas de fugas através deste caminho tão espinhoso que são as drogas em geral, essas pessoas terminam piorando ainda mais a própria situação e a de outros por tabela, que, se antes era ruim, com as drogas a coisa se torna do ruim ao inferno. Portanto, quando percebem o caminho errado que tomaram, tentam tornar atrás, o caminho de volta só é possível para os que lutam bravamente, e agora essa luta é diretamente contra a dependência química que foi desenvolvida no setor metal, físico e social, ou seja, a luta será consigo mesmo.

Em muitos casos a dependência química é tão violenta que provoca danos irreversíveis, tanto aos dependentes como em suas possíveis vítimas por tabela, geralmente os mais atingidos são os familiares mais próximos, separação de casais e desorientação dos filhos. Dentro de um lar todos são atingidos pelas loucuras dos drogados, e os tipos de agressões variam muito entre os membros da família, diga-se de passagem, que um fato comum dentro dos lares são agressões físicas entre os cônjuges, irmãos que matam irmãos e etc.

Como se desenvolvem os vícios?

Genericamente entendendo, as pessoas que começam a usar drogas não foram devidamente avisadas e conscientizadas, mas ao mesmo tempo, mesmo apesar de se ser bem jovem, esta faixa etária de drogados tomaram a atitude de usar ou experimentar drogas por livre e espontânea vontade.

Outrossim, para a primeira condição de entrada no mundo dos dependentes químicos, basta a primeira dose, a primeira cheirada, a primeira injetada da droga, a primeira fumada, entre outras. Inclusive, tanto drogados desnorteados, traficantes, e até familiares totalmente despreparados de tudo, costumam dizer aos incautos: é só uma vez, é só um pouquinho, é só de vez em quando, não faz mal a ninguém, e assim vai. Assim, classicamente se entra no mudo dos drogados.